Tempos de Pandemia e Você!

 Uma visão global simplificada de forma individual sobre o momento em que vivemos

 


Em tempos de pandemia, olhamos em todas as direções e vemos as pessoas se virando como podem enquanto os governantes disputam entre si quem é melhor, quem vai para prisão, quem será o próximo eleito. 

Vemos que a maior parte dos brasileiros está levando a vida como se nada tivesse acontecendo, não sei até onde é bom, mas sei que deveria ser. 

O aquecimento global, o poder nas mãos de quem pode provocar uma guerra nuclear e o autoritarismo governamental estão aí presentes e são reflexos da sociedade. Chomsky, observando o comportamento do mundo diante da pandemia, disse em uma entrevista que “Não podemos deixar a Covid-19 nos levar ao autoritarismo”. É preciso refletir. A sociedade pode fazer muito para mudar a situação atual começando de si mesmo.

Um exemplo disso é a vida que estamos levando nesse período. Outro dia mesmo eu tinha 11 anos. Sonhava em ser secretária executiva, mãe de um filho homem e uma mulher bem-sucedida na vida independente de pais ou marido.

Hoje, aos 45 anos (quase 46 - essa semana completo) estou aqui realizada pelos dois filhos homens que tenho, porém, há mais de 22 anos no magistério, nada de secretária executiva... Mas, independente em todos os sentidos.

O amadurecimento é gradativo, porém significativo. Não consegui alcançar o cargo de secretária executiva, mas alcancei uma profissão que me completa como ser humano. Já fui professora de cursinho (português, literatura e redação), já lecionei para ensino médio e fundamental II. Hoje, me dedico ao fundamental I com amor.

Meus filhos e minha profissão são combustíveis para minha vida. Muitas pessoas não conseguem, ao longo dos anos de suas vidas, alcançar a satisfação profissional. Meu salário não é alto, mas tenho gratificação pelo que faço ao ver o resultado de minhas aulas no fim do ano letivo. Ano passado e este ano, infelizmente, não pudemos continuar as aulas. Tivemos devido, à Pandemia, que dar uma parada escolar. Isso me doeu. Muitos alunos estão ociosos sem aprenderem algo de enriquecimento para suas vidas, além de sua convivência familiar, outros tentam aprender pela internet, mas não é a mesma coisa. Sinto-me incapacitada por não poder fazer mais do que faço. Tenho dado aulas online, mas poucos são os alunos interessados. É triste isso! É o retrato do grau da importância do estudo na vida de muitos brasileiros. Os responsáveis até agradecem pelo meu empenho, mas não é o suficiente para alcançar meu objetivo, gostaria de ver o desenvolvimento de meus alunos.

Essa situação faz com que pessoas como eu, amadureçam, vendo o como é importante o convívio, inclusive o escolar, o quanto somos imprescindíveis na vida do outro e o quanto o outro é importante pra nós.

Pena que muitos estão passando por esta situação tão vazios quanto como entraram. Pena que não se colocam no lugar do outro. Pena que não estão evoluindo, apresentando um comportamento de insatisfação com o sistema sem fazerem nada para mudá-lo. Não podemos ser coniventes com o que não aceitamos, mas devemos buscar sabedoria para fazermos nossa parte diante do que acreditamos.

Sabemos que a vida é precária, assim esse vírus contamina qualquer um, no entanto, a desigualdade social e a econômica permite que ele discrimine as pessoas. Li nesses dias uma pergunta da filósofa americana Judith Butler que dizia: “Por que nós, como povo, ainda opomos à ideia de tratar todas as vidas como se estivessem o mesmo valor?” Fiquei a pensar naqueles que estão ao meu redor e nas atitudes de alguns políticos pelo mundo. Por que é tão difícil se colocar no lugar do outro? Por que é mais fácil criticar do que fazer alguma coisa a respeito?

Devemos tirar uma lição de tudo que vivemos. Necessitamos viver sob a perspectiva positiva de tudo que acontece conosco, mesmo o mundo nos forçando ao contrário. O pessimismo nos torna pessoas derrotadas, fracas emocionalmente, psicologicamente, doentes. Por isso, precisamos nos renovar nesses dias! 

Assim, quando tudo passar, sentiremos satisfação por, além de estarmos vivos, termos evoluído como Seres Humanos e conseguiremos prosseguir apesar dos problemas mundiais que assolam o planeta.

Se reinvente!



Beijinhos.

 


 

Comentários

  1. Minha querida Cléo,
    Que texto lúcido, perfeito para os nossos tempos distópicos.
    Eu comungo com tuas opiniões e gostei de lhe ver bem, “leve, loira e mascarada”.
    Beijos, boa semana e cuide-se!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs... Obrigada, Douglas, pelos elogios. A máscara é só externa, ufa...

      Beijinhos e boa semana.

      Excluir
  2. O Brasil está a viver a tempestade perfeita.
    Não bastava a pandemia tem um líder que é um absoluto cretino.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, sempre espero acordar e ouvir que o vírus foi controlado. No entanto, quase sempre o que ouço são expressões que nunca pensei que ouviria de um presidente em exercício no meio de uma pandemia. Assusta.
      Além das asneiras que ouvimos, ainda tem os preços abusivos e os congelamentos de salários dos servidores públicos. Cada semana é um setor que aumenta o valor. Não sei como nós, brasileiros, vamos conseguir sair dessa pandemia. Se vivos por sobrevivermos aos dissabores da pandemia ou mortos se não pelo vírus por suas consequências.
      Boa semana e beijinhos, caro amigo.

      Excluir
  3. Bom dia, Cléo
    Passando por aqui para conhecer o seu blog, gostei muito. Ótima reflexão, o mundo precisa de uma revolução de amor, ter atitude positiva diante da vida é fundamental. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucinalva, que prazer receber você!

      Obrigada por compartilhar seu comentário.

      Boa semana.

      Excluir
  4. A Pandemia "nasceu" para matar o mundo. Muito por causa da irresponsabilidade de muitas pessoas, incluindo alguns com grandes responsabilidades, mesmo com a vacina, estamos muito longe da Paz que tínhamos antes. Éramos felizes e não sabíamos.
    .
    Boa semana. Cumprimentos.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Éramos sim, Ricardo. Estávamos a todo vapor e fomos parados subitamente. Na verdade, algo já estava sinalizando que um tal controle populacional estava para acontecer... Eu penso dessa forma.
      Agora, veremos ou não, com o passar dos anos como tudo se reconstruirá ou não.

      Beijinhos.

      Excluir
  5. O Mundo anda louco. O Brasil está entregue à bicharada!
    *
    Olho convicta da graça que acolho...
    *
    Beijos, e uma excelente semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cidalia, o mundo enlouqueceu por conta do poder, do dinheiro, da ganância. E sofremos as consequências.

      Beijinhos.

      Excluir
  6. Suas postagens são ótimas, estou seguindo seu blog e curtindo bastante!! Parabéns!

    Meu Blog: Resultado Loteria

    ResponderExcluir
  7. Cleo
    Um texto com muita lucidez e real.
    Esperemos que este tempo conturbado não dure muito mais, pois, é muito triste e muito doloroso.
    Uma bos semana com muita saúde e paz.
    Obrigada pelas visitas.
    Beijinhos
    :)

    ResponderExcluir
  8. Olá, Cléo...
    Um texto bastante reflexivo. O mundo precisa do amor verdadeiro. Quanta coisa anda torta e precisando de mudanças!
    Precisamos sim reinventar a vida com novas atitudes e posicionamentos... Mas, cada um precisa fazer a sua parte!
    Muita paz e saúde... Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antete, que prazer recebê-la aqui.
      Continuemos nos reinventando...

      Beijinhos

      Excluir
  9. Seu blog é muito lindo! E o que escreve são verdades.

    ResponderExcluir
  10. A pandemia veio para nós mostrar que por mais que nos preocupemos com o amanhã a ele pertence a Deus

    ResponderExcluir
  11. Suas postagens são ótimas, estou seguindo seu blog e curtindo bastante!! Parabéns!

    Meu Blog: Marina Soares

    ResponderExcluir
  12. Un texto scertado para los tiempos que s e viven debemos deguir delante con fe. Reinventarnos.. Besos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Hanna. A gente se reinventa para sobreviver.

      Beijinhos.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Meu primeiro Strip-Tease

Um breve relato do pós covid-19 e suas sequelas

Somos Produtos do que Passou